Tire aqui suas dúvidas sobre o mercado de franquias

Tempo de leitura: 6 minutos

Você está planejando abrir um negócio franqueado, mas tem dúvidas sobre o mercado de franquias? É natural sentir insegurança quando surge a ideia de ter um negócio próprio sem conhecer ao certo sobre riscos de investir uma boa quantia em dinheiro.

Afinal, não se trata de simplesmente abrir uma porta, mas um universo de possibilidades, inclusive com geração de empregos, que exigem do empreendedor bastante expertise para cuidar da gestão, das finanças, do atendimento ao cliente, do faturamento e do lucro.

O objetivo deste post é que você termine a leitura sem dúvidas sobre o mercado de franquias e com a certeza de que esse é um excelente segmento para investir e que, com uma boa gestão, as chances de rentabilidade são grandes!

O que é uma franquia?

É um modelo de negócio que utiliza outro já existente como base de operação e se designa como unidade. Para ter o direito de uso de uma marca e estrutura de layout, é necessário que o empreendedor interessado em abrir uma franquia se submeta a uma avaliação de perfil.

As franquias são regulamentadas pela lei de franquias 8.955/94, e uma das principais obrigações é de acatar a Circular de Oferta de Franquia (COF), que traz ao futuro franqueado esclarecimentos importantes sobre o negócio e as obrigações — por isso deve ser analisada antes de fechar o contrato.

O que é taxa de franquia?

Ao escolher uma franquia para investir, se submeter ao processo e ser aprovado, será hora de estruturar o negócio de acordo com as normas do franqueador. Como estamos falando de um modelo já pronto, você terá que pagar a taxa de franquia logo no início para ter o direito de utilizar a marca.

Além disso, as despesas com treinamento dado pelo franqueador, campanhas de marketing e propaganda, compra de insumos e demais custos operacionais que envolvem a nova unidade serão incluídos nas taxas de franquia.

As principais taxas são:

  • taxa de royalties;
  • taxa de marketing e propaganda;
  • taxa de compras;
  • taxa de serviços.

Qual é o papel do franqueador?

Ao franqueador cabe o suporte ao franqueado, pois é de interesse dele ver a nova unidade prosperar e elevar o nome da marca no mercado. Além da expertise que pode compartilhar com o franqueado, o acompanhamento é fundamental para garantir que o sucesso da marca tenha continuidade em uma nova unidade.

A gestão será toda de responsabilidade do franqueado, mas o franqueador pode adotar uma postura de coach e oferecer orientação e assistência que embasem a tomada de decisão. O franqueador deve oferecer treinamento para reafirmar o atendimento padronizado, característico da marca.

Quais são os custos de uma franquia?

Além do investimento inicial, que varia conforme o tipo de franquia, alguns custos dos quais não há como fugir precisam ser provisionados para evitar surpresas na hora que as contas começarem a surgir:

  • capital de giro — reserva para manter os custos do início;
  • taxa de franquia — cobrança inicial para adesão à franquia;
  • taxa de royalties — taxa de direito de uso da marca durante a vigência do contrato;
  • taxa de propaganda — destinado para as ações de marketing e propaganda;
  • taxa de compras — caso seja necessária a compra de material ou insumos diferenciados;
  • custos operacionais — despesas diversas com aluguel, energia, água, telefonia, estoque, folha de pagamento.

Quais são o faturamento médio e a margem de lucro?

Assim como em um negócio convencional, o faturamento e o lucro de uma franquia vão depender de uma série de variáveis positivas e negativas que impactam o negócio — tipo de negócio, localização, custos operacionais, vendas.

A média de lucro das franquias varia entre 5% e 20%, de acordo com o segmento e com o potencial de desenvolvimento da marca. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o primeiro trimestre de 2019 apresentou um desempenho de 7%, um crescimento que se mantém estável.

O que a taxa de franquia cobre?

A taxa de franquia deve cobrir todos os valores correspondentes às despesas pós-abertura, tão logo o contrato seja assinado. Para usar uma marca já estabelecida como franquia, parte do valor da taxa será destinado ao direito concedido pelo franqueador.

As estratégias de marketing e treinamento inicial do time contratado são uma responsabilidade do franqueador, o que gera investimento em material de qualidade, mídias impressas e digitais — despesas também contempladas pela taxa de franquia para proporcionar um suporte consistente ao franqueado.

Quais são as tendências do mercado de franquias?

As estimativas apontam que alguns segmentos de franquias estão alta e tendem a ganhar cada vez mais espaço no cenário brasileiro. São mais de 3 mil marcas fomentando o mercado. A ABF dividiu o modelo de franquia em segmentos e em cada um deles há gama de possibilidades e tendências para quem quer empreender, como:

  • alimentação;
  • saúde, beleza e bem-estar;
  • casa e construção;
  • comunicação, informática e eletrônicos;
  • entretenimento e lazer;
  • hotelaria e turismo;
  • limpeza e conservação;
  • moda;
  • serviços automotivos;
  • facilidades
  • educação.

Qual é a previsão de retorno do investimento?

Nem toda franquia, mesmo com grande aceitação no mercado, tem retorno rápido do investimento. Pode ser até mesmo que duas unidades com abertura em pontos e locais diferentes tenham retorno diferente.

O prazo de retorno médio, segundo o Portal do Franchising, gira entre 18 e 24 meses para franquias com baixo investimento e uma média de 36 meses para franquias com investimento mais robusto.

É possível desistir da franquia e fazer transferência para outro empreendedor?

Respeitando as regras do contrato com o franqueador, você poderá repassar o negócio a outro empreendedor. Uma das regras é que esse novo empreendedor tenha o perfil analisado e aprovado para assumir o negócio.

Embora não haja uma lei específica de transferência, o franqueador deseja que o negócio seja assumido por um empreendedor que esteja interessado em dar continuidade e manter a tradição e referência da marca no mercado.

Essas são as principais dúvidas sobre o mercado de franquias que podem ocorrer durante o processo de análise para investimento no segmento. Esperamos ter ajudado você a dar mais um passo rumo à abertura do próprio negócio e assim se tornar um empreendedor de sucesso em médio prazo.

Se você curtiu este post e sanou tantas dúvidas sobre o mercado de franquias, que tal compartilhar o conteúdo nas suas redes sociais e permitir que outras pessoas também entendam sobre esse mercado tão promissor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *