Como abrir uma franquia: confira o passo a passo para iniciantes

Tempo de leitura: 6 minutos

Está pensando em abrir uma franquia, mas não sabe ao certo por onde começar? Saiba que é normal ter dúvidas na hora de abrir um novo negócio. Embora a franquia seja um modelo pronto, há diversos aspectos que você deve considerar antes de iniciar as atividades nessa área.

Por um lado, começar uma empresa do zero exige mais do empreendedor para definir o segmento e o formato de negócio; uma franquia, por outro, que já tem marca consolidada no mercado, requer cuidados redobrados para manter o padrão de qualidade.

Neste post, vamos mostrar os passos para abertura de uma franquia e como executar bem cada um deles, de modo a assegurar o investimento em um negócio vantajoso para você. Continue a leitura e confira!

Como anda o mercado de franquias?

Promissor! Essa é uma palavra adequada para definir o momento das franquias no Brasil. Com a crise econômica que assolou o país nos últimos anos, muitos profissionais com veia empreendedora viram nas franquias um nicho de mercado a ser mais bem explorado.

A primeira rede de franquias do país surgiu na década de 1960 com a escola de idiomas Yázigi. Com pioneirismo e inovação, ela abriu oportunidades para diversos outros segmentos. De lá para cá, muitas empresas começaram a expandir suas marcas em regime de franquias.

Grandes negócios de ramos diversificados — alimentação, hotelaria, cosméticos, limpeza e conservação, eventos, escolas de músicas e de idiomas, entre outros — dividem espaço mercadológico com os negócios iniciados de forma tradicional.

Algumas franquias já figuram em diferentes estados do país, enquanto outras estão presentes em âmbito regional apenas — mas podem apresentar um potencial de expansão ainda não descoberto por empreendedores visionários e cheios de disposição.

Quais são os passos para abertura de uma franquia?

Como dissemos no início deste post, a principal característica da franquia é que seu negócio já vai nascer pronto. Com isso, sua maior preocupação será a de manter o sucesso da marca — mesmos padrões estéticos e de gestão.

Algumas franquias, mesmo já tendo sido bastante exploradas, continuam produzindo efeito positivo, em função de marcas que se comercializam sozinhas. Outras estão surgindo no momento com ideias inovadoras, percebendo a força comercial do negócio e a carência no mercado.

Se você está lendo este conteúdo, é provável que esteja cogitando abrir uma franquia e deve estar ansioso por saber, em detalhes, o que é preciso para concretizar o tão sonhado desejo de ter o negócio próprio.

Considere o passo a passo a seguir antes de se tornar um empreendedor de verdade!

Defina seu perfil de negócio

As franquias que estão na mídia e se tornaram moda são frequentes alvos de novos empreendedores em busca de uma boa marca para investimento. No entanto, é importante se perguntar: qual será o seu perfil de negócio?

Dispor do capital para investir é fundamental, mas se você não se identificar com a franquia ou tiver habilidades restritas para estar à frente do negócio e cuidar também da parte burocrática, mesmo com todo o aparato, estará correndo sérios riscos.

Você precisa se sentir confortável dentro desse novo cenário para transmitir aos clientes a segurança suficiente que faça com que eles tenham preferência pela sua empresa, não pela concorrência.

Leve em consideração conhecimentos, habilidades e competências compatíveis com o negócio que você pretende abrir — esses talentos serão muito úteis na condução da gestão e no cumprimento das regras e normas estabelecidas pela franqueadora.

Pesquise a franqueadora

Por falar em franqueadora, não deixe de conhecer os detalhes do funcionamento e do suporte aos franqueados. Mesmo em franquias de sucesso, a postura da franqueadora é que vai gerar confiança no franqueado e fazê-lo optar por um determinado tipo de negócio e segmento.

Atente para alguns aspectos relevantes das franqueadoras:

  • tempo de atividade no segmento;
  • tipos de produtos ou serviços;
  • data de início do modelo de franquias;
  • motivos de opção pela franquia;
  • quantidade de franqueadas;
  • área de abrangência;
  • capital necessário para investimento na franquia;
  • taxas de franquia e de royalties;
  • suporte oferecido ao franqueado.

Procure entender toda a rotina de trabalho, tanto da franqueadora quanto dos outros franqueados da marca. Pesquise, inclusive, onde estão instaladas as franquias. Faça perguntas sobre o modo de atuação, projeções de vendas, prospecção de clientes, ou seja, todo o desempenho da empresa mãe.

Acompanhar as informações geradas pelas mídias ou sites é bem diferente de reunir informações detalhadas, comportamento digno de quem deseja investir em algo que vá realmente gerar bons frutos.

É um processo de seleção e recrutamento mútuo, pois a franqueadora também tem interesse em manter a idoneidade da marca e conhecer o perfil do franqueado.

Conheça o papel dos empreendedores envolvidos

Ao decidir abrir uma franquia, saiba que muitas responsabilidades passarão a fazer parte do seu trabalho diário. Mesmo adquirindo o direito de usar uma marca já estabelecida, você vai ter um papel fundamental à frente do negócio para que seja uma franquia bem-sucedida.

Em contrapartida, o franqueador também acumula a responsabilidade de dar total suporte ao franqueado, dos primeiros momentos de abertura da franquia até o acompanhamento da performance e a medição numérica dos resultados.

Esse trabalho de parceria é que vai garantir o equilíbrio entre as franquias e a franqueada. Embora os proprietários sejam diferentes, a essência e o padrão de atuação da marca devem ser preservados. Isso ajuda a referenciar o público-alvo em qualquer lugar do país.

Vejamos as características do franqueado e do franqueador no fantástico universo das franquias!

O franqueado deve:

  • atuar conforme estabelecido em contrato;
  • ter espírito empreendedor;
  • engajar e preservar a identidade da marca;
  • cumprir os acordos financeiros;
  • manter o layout.

O franqueador, por sua vez, precisa:

  • capacitar os franqueados;
  • estabelecer regras e normas claras;
  • dar suporte ao franqueado;
  • acompanhar o desempenho dele.

O sucesso depois de abrir uma franquia depende de todos esses fatores que relacionamento neste post. Por mais que a marca tenha presença e autoridade no mercado, você, como franqueado, terá a missão de trabalhar cotidianamente para aumentar o ritmo de produtividade e lucro da sua unidade.

Escolha o segmento que vai fazer o seu coração vibrar e injetar doses diárias de entusiasmo em toda a equipe. Esteja certo de que, com capital para investir, uma marca de sucesso para se trabalhar e um trabalho estimulante a executar, não haverá outro desfecho diferente para você que o sucesso.

Se você gostou deste post e deseja continuar pesquisando sobre o segmento de franquias para decidir em qual investir, assine a nossa newsletter: vem muito mais conteúdo interessante por aí e vamos enviar direto na sua caixa de e-mail!

Quer ser franqueado da VIVA? Entre em contato conosco e saiba como!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *