O que são as festas de meio curso e como elas funcionam?

6 minutos para ler

Você já ouviu falar das festas de meio curso? Dizem que festa é festa, mas essas têm um sabor especial para a galera universitária, pois funcionam como um escape para a rotina pesada de estudos e provas.

Além disso, são importantes e funcionam como uma preparação para o grande baile no fim do curso. São diversas festas — meio médico, meio dentista, meio advogado — com a cara da turma, que funcionam como um up para continuar a jornada até o fim.

Se interessou? Continue lendo o post para saber como funcionam as festas de meio curso e o que é preciso para uma organização primorosa. Peeense! Você nem se formou e já vai matar azinimigas de inveja com um monte de fotchenhas glamorosas nas redes sociais!

Como organizar as festas de meio curso?

Organizar uma festa dá trabalho, independentemente do tipo. São muitos detalhes que exigem um olhar atento para nada passar despercebido. As negociações com fornecedores e escolha das principais atrações devem ter a participação de quem tem expertise.

As festas de meio curso funcionam assim: chegando à metade do curso, a turma organiza uma festa para celebrar a conquista até ali. O objetivo é fazer um “esquenta” prévio do grande baile lá no final do curso.

Essas festas podem ser churrasco, cervejada, temática, junina, à fantasia. A escolha vai depender do local, do horário, do clima na época, do tempo de duração e também da quantia disponível para realização.

O importante é reunir a turma e convidados para fazer do evento uma representação da garra e coragem de todos, afinal, encarar uma jornada tão longa não é para qualquer um.

Outro fator importante é que muitos coleguinhas podem estar em dúvida sobre aderir ou não ao fundo de formatura. Alguns têm receio de que a festa não seja bacana e o investimento não valha a pena — festa de meio curso é uma ótima oportunidade de conferir a eficiência da organização.

Uma boa produção é fundamental para garantir que a festa seja um sucesso. Aqui vão algumas dicas.

Fique atento à estrutura do evento

Alguns aspectos são mega relevantes — espaço físico, segurança, comida, bebida, playlist, decoração, atrações — para que festas de meio ano tenham um resultado legal. Talvez o número de participantes seja menor que o de um baile, mas ainda assim, para evitar problemas, é melhor atentar a tudo previamente.

Divulgue a festa

Divulgar o evento vai despertar o interesse de outros universitários que estiverem, igualmente, no meio do perrengue. A galera em peso a essa altura do campeonato já está fadigada e sedenta por uma trégua.

Ao saber que sua turma está organizando uma festa de meio curso, é bem provável que a adesão corte na alta. Dependendo do curso, tem gente que vai ficar feliz em trocar as aulas sobre Anatomia, Prótese e Código Penal por momentos ao som de Alok ou algum popstar.

Escolha bons fornecedores

Os fornecedores são a alma de muitas festas. Tudo bem que reunir a galera, bater um bom papo ou dançar até cansar, pode ser um objetivo em massa, mas vamos combinar que nada disso tem graça sem um bom cardápio e uma bebidinha gostosa, né non?

Por isso, os profissionais de segurança, fotografia, buffet, limpeza, som, decoração devem ser escolhidos a dedo e, preferencialmente, com a ajuda de uma empresa especializada em festas universitárias.

Por que contar com uma empresa especializada para esse tipo de festa?

Quando a comissão de formatura é constituída lá no início do curso, a ideia é que alguns colegas da turma representem os demais coleguinhas, mas não podemos nos esquecer de que se trata de alunos como todos os outros.

Todos eles têm compromissos com a faculdade, vivem o mesmo turbilhão e estão cansados quando chegam à metade do curso. Pode ser que algum membro tenha uma rotina pesada de trabalho ou estágio.

O queremos dizer é que, embora a comissão tenha responsabilidades sobre a arrecadação de fundos ou organização das festas, não se pode atribuir toda a carga a esse grupo. Contar com a empresa especializada vai terceirizar a fadiga e a preocupação de cuidar dos detalhes da festa.

Uma empresa de formatura conhece os fornecedores e sabe bem quem são os melhores. Isso ajudará na escolha da prestação de serviços com um custo-benefício maior do que se tudo ficasse por conta da turma.

É claro que a comissão deve acompanhar de perto o trabalho da empresa, mas é fato que a experiência e as “manhas” vão falar mais alto, gerando mais confiança e vantagem pela competência dos profissionais especializados para negociar preços e serviços de qualidade.

Crie um checklist e passe com a empresa especializada para assegurar que nada esteja fora do combinado:

  • tipo de festa;
  • definição do investimento;
  • local, data e horário;
  • tema;
  • cardápio – comidas e bebidas;
  • atrações – música eletrônica ou ao vivo;
  • decoração;
  • segurança e limpeza.

Esses são apenas os principais pontos que não podem faltar na organização de uma festa de meio curso. São diversos detalhes que colaboram para um evento pré-formatura show de bola.

Contrate uma empresa de referência no mercado e nem comissão nem restante da turma terá que se preocupar com o andamento. Se a festa rolar naquele período chatinho de fim de semestre, nada melhor que partir para a festa no melhor estilo “só vai”.

O propósito da festa de meio curso é oferecer uma pausa diferentona na nada mole vida universitária e criar um rolê sensacional entre os amigos da faculdade, deixando uma saudade antecipada daquilo que ainda não findou.

Como o convite pode se estender a outras turmas, vai que seu crush surge no meio. No mínimo vão surgir novas amizades e possibilidades de aumentar o networking depois da formatura, o que é excelente para a vida e para a carreira.

Se você curtiu este post e já está pensando em sugerir uma festa de meio curso para a sua turma, siga a gente no Facebook e fique por dentro das tendências para se inspirar e levar como ideia na próxima reunião com a galera!

Posts relacionados

Deixe um comentário