Como mudar de cidade para fazer faculdade sem ter grandes problemas

Tempo de leitura: 7 minutos

Você já pensou em mudar de cidade para fazer aquele curso maravigold que só está disponível longe de casa ou por que a instituição vale muito a pena? Essa é uma ideia que passa pela cabeça de milhares de pré-universitários quando estão prestes a ingressar no ensino superior.

A gente sabe que bate aquele medo de sair do aconchego de um lar e enfrentar um mundo novo, mas morar e estudar em outra cidade pode gerar muitas oportunidades e experiências fantásticas que você vai carregar na memória por toda a vida.

O objetivo deste post é ajudar você com algumas dicas e cuidados que se deve ter ao mudar de cidade para fazer faculdade, e assim, evitar problemas. Para isso, vamos falar sobre a preferência de muitos estudantes por faculdades distantes e os motivos que os levam a essa decisão.

Vou estudar longe de casa. E agora?

Mesmo com um volume crescente de faculdades na própria cidade você pode querer estudar naquela que tem tudo que você sonhou quando ainda estava no ensino médio — o curso, os programas acadêmicos, a avaliação master do MEC, a atmosfera de uma cidade.

Enfim, independentemente das razões é essencial sair de debaixo da asa dos pais, ciente de que vai encontrar muitas novidades pela frente e que nem sempre será possível voltar correndo ao sinal do menor perrengue.

Sabe aquela comidinha gostosa da mãe todos os dias? Esqueça! O pai buscar de carro depois do rolê? Sem chances. Você vai aprender a andar com as próprias perninhas e com sorte, de busão. O que queremos dizer é que mudar de cidade para estudar traz um misto de emoções agregadas.

Aquela expectativa sinistra de liberdade precisa ser dividida com a responsabilidade, por isso, lembre-se de que a mudança é para estudar e investir no seu futuro profissional, logo, é fundamental ter consciência dos motivos da sua estadia na nova cidade. E, principalmente, do crescimento que você terá com essa vivência. Imagina que doido!

Quais cuidados devo ter ao mudar de cidade para estudar?

Tudo que você menos deve desejar é treta pro seu lado a quilômetros de distância — até porque, treta sua é treta dos seus pais também e você não vai querer deixar os coitados malucos em outra cidade.

Os cuidadinhos básicos vão dar suporte antes e durante o tempo de graduação. Separamos alguns deles para você, desejamos que dê tudo certo e que esse seja o início de uma longa e brilhante carreira!

Tenha um bom planejamento

Se preparar para essa vida nova é o primeiro passo que você deve dar antes de partir. Primeiro que há todo um custo, depois que a distância pode não facilitar sua volta para casa ou a ida dos seus pais até você sempre que tiver algum probleminha.

Pense em tudo que for possível — onde morar, distância da facu, custos de moradia, transporte e alimentação — para não correr o risco de ter que trancar a faculdade no meio do caminho. Dependendo da distância e se você for daquelas pessoas que moorrrem de saudade, se vai rolar de voltar para casa durante o semestre.

Saiba sobre a cidade para onde você está indo

Tudo bem que você está indo estudar, mas a cidade precisa oferecer um mínimo de estrutura, né? Estudar é bom, mas a mente precisa de um descanso e você vai querer dar um rolê vez ou outra. Conhecer pessoas e fazer amigos é essencial, principalmente, quando se está bem longe de casa.

Além das opções de lazer, veja também como funcionam aqueles serviços necessários e emergenciais como atendimento hospitalar, farmácias, supermercados, fast foods (nos momentos tensos de estudos para provas, quem nunca?) e o custo de vida médio da cidade.

A cultura de uma população é diferente nas regiões mais diferentes do Brasil, mesmo que as cidades estejam em um mesmo estado. Saber um pouco sobre isso vai ajudar você não pagar mico em algumas situações. Fora do estado então nem se fala — algumas palavras e expressões em Minas não são as mesmas em Sampa e por aí vai.

Cuide de suas finanças

Essa parte é meeega importante. Ficar sem grana em casa é uma coisa, agora, ficar sem grana onde não se pode talvez contar com alguma ajuda é muuuuito bad. Se os seus pais forem bancar a sua estadia e rolar uma mesada mensal, cuide dos gastos com responsa.

Planeje separar a grana do transporte e da alimentação diária para só depois pensar em gastar com supérfluos. Por isso recomendamos pesquisar sobre a cidade e o custo de vida — ajuda muito na hora de fazer as continhas.

Encontre o lugar de morar

Se você não vai ficar na casa de parentes ou de amigos precisa encontrar um lugar bacana para morar. Pesquise muito antes sobre a segurança, o silêncio, a vizinhança e os custos e, principalmente, sobre a facilidade de locomoção para a facu (imagine os dias de provas em que você não poderá chegar atrasado).

Algumas facu têm alojamentos para universitários vindos de fora e, além de mais seguro, pode ficar mais barato. Sem contar que rola de encontrar coleguinhas de diversas partes do país na mesma situação, o que pode deixar a estadia bem divertida e agradável.

Se a ideia é morar sozinho, procure por kitnets ou pequenos apartamentos mobiliados de preferência, que é para não gastar muito com móveis. Cidades universitárias já estão acostumadas a receber muitos jovens para estudar — você vai encontrar um lugarzinho para chamar de seu.

Não descuide da saúde

Adoecer não é bom, mas é bem legal ganhar mimos da mãe quando a gente tá com uma gripe chata. Aquela sopinha quentinha vai bem demais para dar um up no restabelecimento da saúde. Maaas, essa não é uma realidade quando você estiver longe — dificilmente você vai encontrar alguém com um coração gigante de mãe.

Uma boa alimentação, alguma atividade física e horas de sono reparadoras são aspectos que você não pode deixar de lado para manter o equilíbrio entre o corpo e a mente, então, bora prevenir para não ter que remediar.

Prepare-se para a convivência

Um lugar diferente, pessoas e ambientes diferentes. Tudo novo e você vai precisar reinventar-se, sabe? É preciso se preparar para conviver com muitas novidades e se adaptar da melhor forma possível, afinal, essa será sua realidade nos próximos anos.

Aproveite a estadia fora para dar aquele start no networking. Você vai precisar de um estágio em breve e futuramente de um emprego, logo, nada melhor que ampliar a rede de contatinhos para ter a quem recorrer quando precisar.

Aquela frase típica de “sempre foi assim” cairá por terra quando você começar a conviver com tanta coisa diferente. Respire fundo, abra o coração e aproveite muiiito esse momento único da vida que é a graduação. Pode apostar que vai dar bom demais!

Você percebeu que mudar de cidade para fazer faculdade tem muito mais prós que contras? A experiência é um bem intangível e vai fazer parte da sua bagagem de vida para sempre. O que você deve fazer é planejar com antecedência para tornar a jornada positiva e repleta de histórias boas para contar.

Curtiu o post? Ajudou você em seus planos de mudar de cidade para cursar a graduação? Que tal seguir a gente nas redes sociais para ficar por dentro de uma série de assuntos como esses: estamos no Facebook, no YouTube e no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *